sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Abre a porta, Mariquinha!

Sentei agora no computador e pensei em alguma coisa pra postar..

A Bebela acordou, está no banheiro e o Tutu batendo na porta e dizendo: Abre a porta, Mariquinha! Ela responde lá de dentro: Eu não abro não..! É assim que começa meu dia, exatamente como eu sempre quis. Comida sendo preparada, roupas lavadas, a casa cheia de brinquedos e risinhos, crianças se divertindo.. e um bebê chorando de fome. Já está na hora de dar mamá de novo? Nossa, como passa rápido! Falando nisso, encontrei uma foto da Bebela quando tinha 1 mês e não consigo acreditar que JÁ passou tanto tempo, que ela JÁ vai pra escola e JÁ quase sabe ler e escrever. Que o Artur JÁ não usa mais fralda e JÁ faz piadinhas engraçadíssimas, e que o Henrique JÁ dá risadinhas e JÁ faz aqueles sons que bebês sempre fazem (parece que estão tentando conversar).

Ontem fui ao mercado e enquanto a moça do caixa passava as compras fui dar atenção pras crianças, que estavam fazendo cócegas umas nas outras dentro do carrinho. Quando vi uma senhora estava chamando. Ela estava atras de mim na fila, esperando eu digitar a senha do cartão pra ser atendida logo depois. Deixei as crianças e fui digitar minha senha, quando a senhora falou: "Você esqueceu o mais importante!" (se referindo a pagar a conta). E eu pensei rápido e respondi: "Não senhora, o mais importante está ali! (e apontei pro carrinho cheio de crianças brincando.)

Vida de mãe é isso.. não tenho diploma, não sou expert em nada. Mas estou muito feliz assim. É a vida que eu sempre quis!

Beijoos

3 comentários:

Rael Silva disse...

ai Mari, quase chorei (de emoçao) quando li tua resposta. Se você fizesse da tua vida um filme, eu ia estar na fila do ingresso no primeiro dia de vendas!

Eu tenho certeza que no final das contas o mais importante é realmente o que você disse!!


Linda.

Beijo

Phoenix Luz-Costa disse...

Que lindo Mari... Tenho certeza de que a mulher aprendeu uma grande licao nesse dia!! Nenhum outro sucesso na vida compensa o fracasso no lar n e mesmo? Obrigada pelo seu exemplo sempre!! BJos Phoe.

Ps: e Obrigada pelo lindo caderninho que virou meu livrinho de receitas =)

Roberta Pavanelo disse...

Oiii, que gostoso vc narrando a rotina do lar... esse dia a dia eh o que conta. Eh nesse dia a dia que temos que ser felizes! eu entendo tudo o que vc disse, pois sinto o mesmo com os meus aqui de casa!
Beijao!